DETALHES DA NOTÍCIA - Justiça determina reinstalação de porta de segurança no Santander de Vitória ES

A Justiça do Trabalho determinou que o banco Santander reinstale num prazo máximo de sete dias úteis a porta giratória de segurança na agência da Enseada do Suá, em Vitória. A decisão em caráter liminar foi proferida pelo juiz Marcelo Tolomei, da 7ª Vara do Trabalho de Vitória, em audiência entre o Sindicato e o banco na tarde desta terça-feira, 27.

O Sindibancários/ES fazia protestos na unidade desde o dia 12 de agosto, após receber denúncia de que a porta giratória havia sido retirada, assim como os vigilantes. A ausência do equipamento fere a Lei Estadual n° 5.229, que exige a instalação de portas giratórias com detector de metais em todas as agências e postos bancários do Espírito Santo. Após intervenção do Sindicato, o banco retornou com os vigilantes para a unidade, mas se mantinha intransigente em relação à porta de segurança.

A decisão representa uma vitória para a categoria e para a sociedade, como destaca o dirigente sindical Jonathas Corrêa. “Precisamos resistir a esses ataques aos trabalhadores, até para que medidas como essa, que expõem bancários e clientes a risco de assalto, não voltem a ocorrer ou se espalhem para as demais unidades do banco. A retirada da porta de segurança foi uma medida arbitrária e ilegal do Santander”, diz.

Para o diretor, a participação da categoria foi fundamental para solucionar o problema. “Intervimos na agência a partir de uma denúncia, e a mobilização dos bancários foi importantíssima para dar visibilidade à situação e pressionar o banco. Temos que seguir fortalecendo a nossa unidade”, ponderou o diretor.

A decisão da justiça também determina que o banco mantenha a presença de vigilantes até que a porta de segurança seja reinstalada. O Santander ainda pode recorrer.